23 de fev de 2014

Ideia #2: Vou Cumprir o Plano de Deus

0 comentários
Eu sei, vocês devem estar pensando: "Agora ela vai postar uma ideia sobre a música do mês de fevereiro, no último domingo?". Desculpem-me. Este mês tem sido um pouco corrido para mim. Mas espero que possam utilizar a ideia para revisar a música nos próximos meses.

Ao apresentar a música do mês, Vou Cumprir o Plano de Deus para as crianças no primeiro domingo de fevereiro, aproveitei para enfatizar a mensagem que havia sido deixada no tempo de compartilhar. Comecei lendo as escrituras mencionadas no final da música, Mosias 2:41 e Abraão 3:25-26. Conforme lia, parava e fazia perguntas, como, por exemplo, ao ler a primeira frase de Mosias 2:41 "E ainda mais, quisera que considerásseis o estado abençoado e feliz daqueles que guardam os mandamentos de Deus", fiz a pergunta: "Como são as pessoas que guardam os mandamentos? Tristes ou felizes? E o que mais?". Desta forma expliquei sobre o plano de salvação e que se formos fiéis voltaremos a habitar com Deus em um estado de felicidade que nunca se findará.

Após ler, relacionei com a letra da música. Decidi não utilizar nenhum auxílio visual para esta música, somente gestos. Na verdade estou tentando encontrar o melhor meio didático para ensinar as crianças da Primária da minha Ala. Até o presente momento, sinto que eles são mais motivados com gestos do que com gravuras, apesar de não dispensar a utilização delas em outras músicas, como no ensino de Ele Mandou Seu Filho.

Gosto de apresentar a música com perguntas. É um jeito meio Sócrates de ensinar que acho fantástico e por isso faço com frequência. Tentarei remontar as perguntas que fiz para as crianças. As respostas, como não me lembro o que foi respondido, podem ser as mais variadas possíveis. Para aqueles que já trabalham na Primária faz tempo e conhecem cada criança, podem imaginar o que elas responderiam! (Digo isso pois ao escrever as perguntas consigo escutá-las respondendo, algumas mais alto do que as outras, outras não prestando atenção... chega a ser engraçado perceber como as conheço)

- O que vocês acham? Vocês acham que existe razão em nosso viver?
- Mas o que é razão? Seria um motivo, um por quê de estarmos aqui?
- Vocês acham que o Pai Celestial nos enviaria a esta Terra, para nascermos aqui, sem um plano?
- Então eu posso dizer que existe um plano que nos fez nascer?
- E quem me escolheu para vir a esta Terra? Meus pais?
- Não, exatamente! Não foi pela escolha dos meus pais, nem dos meus irmãos, nem dos meus vizinhos, foi por minha escolha que a esta Terra vim.
- E agora, que já estamos nesta Terra, o que vocês acham que devemos buscar? Ser tristes? Bagunceiros? Ou será que devemos buscar o melhor para cada um de nós?
- Ah! Então eu devo buscar o melhor para mim. Assim como fulano deve buscar o melhor para ele (aqui aponto para algumas crianças, dizendo seus nomes). E você, ciclano, o que deve buscar (aponto para outra criança)?
- Bom, agora que vocês conhecem um pouco mais sobre o plano, vocês irão cumpri-lo?
- Ah, então este plano eu vou cumprir, certo?
- E o que eu devo fazer para cumprir o plano? Dormir o dia inteiro? Brigar com meus irmãos?
- E trabalhar? E orar? E trilhar o caminho que o Pai Celestial preparou para nós?
- Hum... então eu vou trabalhar e sempre orar, e o Seu caminho (aqui apontei para a gravura de Cristo que temos na Primária) quero trilhar?
- E depois de fazermos tudo isso, de cumprirmos o plano de Deus? Vocês se lembram da escritura? O que ela dizia sobre quem fosse fiel?
- Então, se cumprirmos o plano de Deus, a felicidade e paz não findarão jamais e poderemos voltar a viver com o Pai Celestial.

Como vocês puderam notar, apesar de ter conduzido um pouco as respostas das crianças, fiz isso para que pudesse, por meio das perguntas, enfatizar a letra da música (em negrito). Após estas perguntas, fomos aos gestos e para o ensino da melodia.

Fiz da seguinte forma: eu cantava uma frase com os gestos e depois as crianças repetiam comigo, eu cantava outra frase com os gestos e elas repetiam. Ao juntar duas frases, eu voltava do início, para que a melodia, os gestos e a letra fossem bem aprendidos.

Não fiz um vídeo com os gestos, não sei se é necessário. Mas ao lado da letra escrevo os gestos que fiz, como segue abaixo:

Existe razão em nosso viver; (bater com o dedo indicador na cabeça, significando razão)
Exite um plano (fazer um círculo grande com as mãos, como se fosse a Terra) que nos fez nascer (fingir que está fazendo um bebê dormir com os braços).
Por minha escolha (bater com as mãos no peito) a esta Terra vim (apontar para baixo)
E devo buscar (fingir com as duas mãos que está puxando uma corda) o melhor para mim. (abraçar-se e girar e um lad  o para o outro)
Este plano (fazer um círculo grande com as mãos, como se fosse a Terra) eu vou cumprir, (uma mão aberta com a palma para cima e a outra cerrada, bater uma na outra)
A palavra (tocar a boca) de Deus (apontar para cima) vou seguir. (fingir que está andando no lugar)
Vou trabalhar (fingir que está usando uma enxada) e sempre orar, (fingir que está orando, inclusive de olhos fechados)
Seu caminho quero trilhar (fazer com as mãos um caminho)
E a felicidade e paz (abrir os braços, devagar e balançando as mãos)
Não findarão jamais. (erguer os braços e balançar as mãos no alto bem rápido)

Resultado

Como este foi o último domingo do mês, posso apresentar os resultados! Foi muito prazeroso cantar com as crianças e ver o aprendizado a cada domingo. Noto que algumas gostam muito de cantar com gestos, apesar de outras não gostarem tanto. Por isso não podemos ficar com somente um método para ensinar as músicas. Assim como não pode ser somente por meio dos gestos, também não pode ser somente por meio da letra da música (muitas crianças não sabem ler e acabam se perdendo e não prestando atenção).

Neste último domingo todas as crianças, com exceção dos visitantes e dos que não puderam estar todos os domingos deste mês, puderam cantar a música decorada e com alegria. No final, para saber se ainda saberiam cantar sem os gestos, fiz com que cantassem sentadas e sem os gestos. Elas deveriam seguir minhas mãos, que estariam fazendo as dinâmicas. Se fosse um movimento para cima, era para cantarem forte, se o movimento fosse para baixo, elas deveriam cantar mais fraco. Alternei de várias maneiras. Resultado: todas sabiam cantar e se divertiram prestando atenção para quando deveriam cantar mais forte ou mais fraco.

Espero que tenham gostado da ideia! Não deixem de comentar sobre o que acharam. Se tiverem alguma ideia que gostariam de compartilhar, não hesitem em me contatar, seja pelos comentários ou pela página de Contato.

Beijos,
 

Primária Musical Copyright © 2012 Design by Ipietoon Blogger Template